Site Feedback

USO OBRIGATÓRIO DA VÍRGULA - PT INTERMÉDIO

  • É obrigatória a vírgula para assinalar orações subordinadas que se encontrem no princípio de uma frase, ou seja, antes da principal ou subordinante.
    • Exemplo: Se não tivesse pais, vivia num orfanato.

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar as orações intercaladas.
    • Exemplo: Os dois irmãos, embora se dessem bem, saíam sempre sozinhos.

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar a presença das orações coordenadas adversativas, ou seja, qualquer oração coordenada adversativa é antecedida por uma vírgula ou outro sinal de pontuação forte.
    • Exemplo: Está muito sol, no entanto está frio.

 
  • A regra anterior aplica-se também às orações coordenadas conclusivas.
    • Exemplo: Estás com muita febre, logo ficas em casa.

 
Nota: Quer as conjunções/locuções adversativas, quer as conclusivas sempre que se apresentem no meio de uma oração vêm isoladas por vírgulas
  • Exemplo: O Gustavo chegou tarde. Os amigos, no entanto, continuavam à sua espera.
 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar orações justapostas.
    • Exemplo: No recreio, os rapazes jogavam à bola, as raparigas conversavam, os contínuos faziam a limpeza do recinto.

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar orações coordenadas copulativas que apresentem sujeitos diferentes.
    • Exemplo: Eu vou passear, e tu vais estudar.

 
  • É obrigatória a vírgula sempre que numa frase haja uma enumeração de orações.
    • Exemplo: Eles jogavam, elas brincavam, os outros cantavam.

 
 
Outras situações de uso obrigatório da vírgula
 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar o vocativo onde quer que ele se encontre na frase.
    • Exemplo: Joana, vem cá!

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar o aposto.
    • Exemplo: O Rui, irmão de um amigo meu, está na universidade.

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar expressões de carácter explicativo, como ou seja, isto é...
    • Exemplo: A escola Domingos Rebelo, isto é, a minha escola, situa-se na Av. Antero de Quental.

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar complementos circunstanciais de lugar e tempo no início ou meio de uma frase.
    • Exemplo: Durante a noite, levantou-se uma grande tempestade.

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar o local numa data.
    • Exemplo: Ponta Delgada, 3 de Janeiro de 2005.

 
  • É obrigatória a vírgula para assinalar enumerações simples de carácter morfológico.
    • Exemplo: Eu fui ao mercado e comprei maçãs, batatas, bananas, cenouras, alfaces e couves.

      Fonte: Patrícia Silva

Share:

Comments

Muito util!  Há alguns dias apresentei uma dúvida sobre uma construção da língua inglesa similar ao primeiro caso, não imagina como foi difícil para eu entender , pois ao que me consta, no inglês não há necessidade de vírgula.

Plenamente de acordo com as tuas observações relativas ao uso da virgula...

Add a comment