Site Feedback

Um peixe chamado ....Moisés

Há duas semanas andava de bicicleta no campo e via os agricultores trabalhando – essa é a época
da colheita do arroz aqui e os campos e os canais são completamente dissecados– quando tive uma surpresa.
Numa poça de água no fundo de um pequeno canal vi uma coisa de cor de laranja e, intrigado, me aproximei. Era um peixe-vermelho!
Podia em consciência deixar o pobrezinho a morrer na água baixa? Não!!!
Então procurei uma garrafa de plástico, mas o pezinho gordinho não conseguia entrar pelo pescoço. Assim com uma pedra afiada cortei a garrafa e finalmente pude voltar pra casa.
Fiz três quilómetros com uma mão sobre o guidão e a outra equilibrando um peixe numa garrafa cortada... maluco que sou!
Agora o meu peixe mora num recipiente grande e come lombrigas e caracois pequenos. Chamei-o Moisés porque eu o tirei das aguas.

Share:

 

4 comments

    Please enter between 0 and 2000 characters.

     

    Corrections

    Um peixe chamado ....Moisés

    Há duas semanas andava de bicicleta no campo enquanto via os agricultores trabalhando – essa é a época
    da colheita do arroz aqui e os campos e os canais estão completamente dissecados– Foi quando tive uma surpresa.
    Numa poça de água no fundo de um pequeno canal vi uma coisa de cor de laranja e, intrigado, me aproximei. Era um peixe-vermelho (peixe vermelho se não for o nome dele)!
    Podia em (Poderia eu em sã) consciência deixar o pobrezinho a morrer na água baixa? Não!!!
    Então procurei por uma garrafa de plástico, mas o pezinho gordinho não conseguia entrar pelo pescoço (gargalo?). Então, com uma pedra afiada cortei a garrafa e finalmente pude voltar pra casa.
    Fiz três quilómetros (quilômetro se pronunciar /O/ fechado) com uma mão sobre o guidão e a outra equilibrando um peixe numa garrafa cortada... maluco que sou!
    Agora o meu peixe mora num recipiente grande e come lombrigas (minhocas/vermes) e caracóis pequenos. Chamei-o Moisés porque eu o tirei das águas.

    Salve! Já temos um herói!

    Um peixe chamado... Moisés


    Há duas semanas andava (estava andando) de bicicleta no campo e vi agricultores trabalhando. Essa é a época da colheita do arroz aqui, e os campos e os canais são completamente dissecados. Foi quando tive uma surpresa.


    Numa poça d'água no fundo de um pequeno canal, vi uma coisa cor de laranja e, intrigado, me aproximei. Era um peixe vermelho! Podia em consciência deixar o pobrezinho morrer na água rasa? Não! (Jamais!)


    Procurei, então, uma garrafa de plástico, mas o pexinho gordinho não conseguia entrar pelo gargalo. Assim, com uma pedra afiada cortei a garrafa e finalmente pude voltar pra casa.


    Fiz três quilómetros com uma mão no guidão e a outra equilibrando um peixe numa garrafa cortada... Maluco que sou!


    Agora o meu peixe mora num recipiente (aquário?) grande e come minhocas e caracóis pequenos. Chamei-o Moisés porque eu o tirei das águas.


     

    Write a correction

    Please enter between 25 and 8000 characters.

     

    More notebook entries written in Portuguese

    Show More