Site Feedback

dor de passada 2

0 sim? "disse ela. "Oh, eu sei tão pouco. Eu tinha três anos quando a guerra eclodiu, você deve saber ...
Ela desapareceu novamente na cozinha e ele ouviu o som do moedor de café
`Eu me lembro", disse Bram, "quando eu tinha seis anos de idade, meu pai comprou o piano. Em mim ele viu o músico da família - Deus sabe o porquê. Eu fui ensinado por um cara muito assustador, você sabe que os exercícios dos dedos. Eu achei terrivelmente. Mas o pai disse: "Você vai persistir um ano." Bem, você sabe o que eu fiz? Todo mês eu dei a minha faca um entalhe no piano.
Continuação: dor de passada 2
“E seu pai aprovou?”, ela perguntou, “que você entalhou no piano?”
`Ele não viu. Eu fiz isso no interior ", disse ele. 'Aqui'. Ele bateu a tampa aberta.
`0 querida, eu não tenho mais leite", disse ela. "Gosta seu café preto?" Ele não respondeu.
“O que se passa?,” ela perguntou.
Com grandes olhos, ele olhou para o interior da tampa. Ordenadamente juntos havia oito entalhes.
`Esse é o nosso piano", disse ele, com seu dedo passar por os entalhes de tampa. 'Como é que você conseguiu isso? "
Ele era de meu pai", respondeu ela. "Certa vez alguém lhe deu.
"Certamente na guerra." disse Bram. "Então, ele deve ter sido muito mal."
Ele foi ao corredor e vestiu o casaco.
Seu café ", ela chamou.
Lentamente, ele desceu as escadas. Quando ele estava na porta, ele ouviu a voz dela. “Bram”
Ele olhou para trás. Ela estava desajustada lá em cima das escadas.
"Mas meu pai está morto há anos", disse ela
Ele abriu a porta e saiu para a rua. Estava nevando.
Foi o nosso piano, ele pensou.

Share:

 

1 comment

    Please enter between 0 and 2000 characters.

     

    Corrections

    dor de passada 2

     

    "- 0h, sim? ", disse ela.

    " - Oh, eu sei tão pouco. Eu tinha três anos quando a guerra eclodiu, você deve saber ...
    Ela desapareceu novamente na cozinha e ele ouviu o som do moedor de café.

    " - Eu me lembro", disse Bram, "quando eu tinha seis anos de idade, meu pai comprou o piano. Em mim ele viu o músico da família, Deus sabe o porquê. Eu fui ensinado por um cara muito assustador, você sabe como são os exercícios dos dedos. Eu achei terrível.

    Mas o pai disse: "Você vai persistir por um ano." Bem, você sabe o que eu fiz? Todo mês eu dei à minha faca, um entalhe no piano."

     

    Continuação: dor de passada 2

     
    “ - E seu pai aprovou?”, ela perguntou, “que você entalhou no piano?”
    " - Ele não viu. Eu fiz isso no interior ", disse ele. 'Aqui'. Ele bateu a tampa aberta.
    " - Oh, querido, eu não tenho mais leite", disse ela.

    " - Gosta de seu café preto?". Ele não respondeu.
    “ - O que se passa?,” ela perguntou.
    Com grandes olhos, ele olhou para o interior da tampa. Ordenadamente juntos haviam oito entalhes.
    " - Esse é o nosso piano", disse ele, com seu dedo a passar pelos entalhes da tampa.

    " - Como é que você conseguiu isso? "
    " - Ele era de meu pai", respondeu ela. "Certa vez alguém lhe deu".
    " - Certamente na guerra." disse Bram. "Então, ele deve ter sido muito mal."
    Ele foi ao corredor e vestiu o casaco.
    " - Seu café ", ela chamou.
    Lentamente, ele desceu as escadas. Quando ele estava na porta, ele ouviu a voz dela:

    - “Bram!”
    Ele olhou para trás. Ela estava atordeada, lá em cima das escadas.
    " - Mas meu pai está morto há anos", disse ela.
    Ele abriu a porta e saiu para a rua. Estava nevando.
    "Foi o nosso piano", pensou ele.

    Write a correction

    Please enter between 25 and 8000 characters.

     

    More notebook entries written in Portuguese

    Show More