Site Feedback

A folga selvagem

Eu amo a montanha e os caminhos arrojados, onde nao posso pensar à alguma coisa pourque devo decidir como encarar o caminho! Eu amo a natura, todas as naturas! Admiro parada e encantada a sua beleza. Quanto agrda-me! E eu, risonha, adquiro a energia da montanha, apanhando os flores. Nao posso retornar na cidade.. que pena!

Share:

 

0 comments

    Please enter between 0 and 2000 characters.

     

    Corrections

    A folga selvagem

    Eu amo a montanha e os caminhos arrojados, onde nao posso pensar à alguma coisa pourque devo decidir como encarar o caminho! Eu amo a natura, todas as naturas! Admiro parada e encantada a sua beleza. Quanto agrda-me! E eu, risonha, adquiro a energia da montanha, apanhando os flores. Nao posso retornar na cidade.. que pena!

     

     

    A folga selvagem

    Eu amo a montanha e os caminhos arrojados, onde não posso pensar em nada porque devo decidir como encarar o caminho! Eu amo a natureza, toda a natureza! Admiro parada e encantada a sua beleza. Quanto agrada-me! E eu, risonha, adquiro a energia da montanha, apanhando as flores. Não posso retornar à cidade.. que pena!

     

    :)

    A folga selvagem

    Eu amo a montanha e os caminhos arrojados, onde não posso pensar coisa alguma porque devo decidir como encarar o caminho! Eu amo a natureza, todas as coisas naturais! Admiro parada e encantada a sua beleza. Como agarda-me! E eu, risonha, adquiro a energia da montanha, apanhando os flores. Não posso retornar na cidade.. que pena!

    Write a correction

    Please enter between 25 and 8000 characters.

     

    More notebook entries written in Portuguese

    Show More