Site Feedback

CADEIRAS

O meu falecido avô Ricardo era um apaixonado coleccionador de cadeiras de todo o mundo. Como e porquê ele decidiu por essa, um pouco estranha paixão, ninguém sabia na nossa família. Havia também outras coisas estranhas, quando o avô Ricardo foi em questão, mas vamos falar sobre isso uma outra hora. A minha mãe Rosa, herdou um parte da coleção referida, para exaltação da toda a nossa família e especialmente do meu pai, que por algumas meses costumava tropeçar nas cadeiras do avô. Então, agora temos uma das cadeiras do avô em cada divisão da nossa casa. Um pequeno banco esculpido, hexagonal de ébano do Marrocos, cumprimenta-nos no corredor. As seis cadeiras grandes de um mosteiro de São Francisco da Bósnia, ficam em torno da mesa na sala de jantar. As duas selas de camelos do Egipto, estofados em couro vermelho, são usados como os escabelos ao lado do nosso sofá. Apesar do facto de que a casa está cheia das cadeiras, é uma verdadeira proeza de encontrar um lugar confortável em nossa casa, porque a minha mãe não permite a sentar-se nos cadeiras do avô.

Share:

 

2 comments

    Please enter between 0 and 2000 characters.

     

    Corrections

    CADEIRAS

    O meu falecido avô Ricardo era um apaixonado coleccionador de cadeiras de todo o mundo. Como e porquê ele decidiu por essa, um pouco estranha paixão, ninguém sabia na nossa família. Havia também outras coisas estranhas, quando o avô Ricardo foi em questão( e como era o avô Ricardo em questão), mas vamos falar sobre isso uma outra hora. A minha mãe Rosa, herdou uma parte da coleção referida, para exaltação da de toda a nossa família e especialmente do meu pai, que por algumas alguns meses costumava tropeçar nas cadeiras do avô. Então, agora temos uma das cadeiras do avô em cada divisão da nossa casa. Um pequeno banco esculpido, hexagonal de ébano do Marrocos, cumprimenta-nos no corredor. As seis cadeiras grandes de um mosteiro de São Francisco da Bósnia, ficam em torno da mesa na sala de jantar. As duas selas de camelos do Egipto, estofados em couro vermelho, são usados como os escabelos ao lado do nosso sofá. Apesar do facto de que a casa está cheia das cadeiras, é uma verdadeira proeza de encontrar um lugar confortável em nossa casa, porque a minha mãe não nos permite a sentar-se (sentarmo-nos) nas cadeiras do avô.

     

    Como sempre excelente Sr K.!

    Abraços!

    CADEIRAS

    O meu falecido avô Ricardo era um apaixonado coleccionador de cadeiras de todo o mundo. Como e porquê ele decidiu por essa, um pouco estranha, paixão ninguém sabia na nossa família sabia. Havia também outras coisas estranhas, quando o avô Ricardo foi em questão, mas vamos falar sobre isso uma outra hora. A minha mãe Rosa, herdou um parte da referida coleção referida, para exaltação de toda a nossa família e especialmente do meu pai, que, por algumas meses, costumava tropeçar nas cadeiras do avô. Então, agora temos uma das cadeiras do avô em cada divisão cômodo da nossa casa. Um pequeno banco esculpido, hexagonal de ébano do Marrocos, cumprimenta-nos no corredor. As seis cadeiras grandes de um mosteiro de São Francisco da Bósnia, ficam em torno da mesa na sala de jantar. As duas selas de camelos do Egipto, estofados em couro vermelho, são usadas como os escabelos ao lado do nosso sofá. Apesar do facto de que a casa está cheia das cadeiras, é uma verdadeira proeza de encontrar um lugar confortável em nossa casa, porque a minha mãe não nos permite a sentar-se nas cadeiras do avô.

     

    Obs: A frase "quando o avô Ricardo foi em questão" ficou sem nexo no contexto da redação. Parece estar faltando informação.

    Write a correction

    Please enter between 25 and 8000 characters.

     

    More notebook entries written in Portuguese

    Show More