Elena
Português: uso de indicativo nas frases 1. Precisava de saber se tu queres ir acampar connosco no próximo fim de semana. 2. Gostava imenso de saber quando é que tu trazes as fotografias de férias para nós vermos? Nestas duas frases, o verbo da oração principal é no imperfeito mas porque é que o verbo de oração subordinada (queres/trazes) é no presente do indicativo? Esta situação é comum?
Nov 18, 2017 1:00 PM
Answers · 3
No português do Brazil, você pode escrever como: 1. Precisava de saber se (você irá querer/você quer/você quererá/tu queres/tu quererás) acampar conosco no próximo fim de semana. Nesse caso, pode se utilizar a forma no presento do indicativo também, mas não está errado utilizar o futuro do indicativo. o presente do indicativo serve também para indicar um fato no futuro próximo, tido como uma realização certa, mesmo com a resposta sendo condicional, ou seja, a pessoa que está sendo questionada irá tomar uma decisão certamente, que pode ser sim ou não. 2. Gostaria imensamente de saber quando é que (você trará/tu trarás/você traz/tu trazes) as fotografias de férias para nós vermos? Novamente a realização é certa. Curiosidade: No português do Brasil, usamos mais frequentemente a terceira pessoa do singular e do plural. Em Portugal é mais utilizado a segunda pessoa do singular e do plural. Espero ter ajudado.
November 18, 2017
Sim, são situações bem comuns. É bem comum utilizamos o pretérito imperfeito (mais comum em Portugal) ou o condicional (mais comum no Brasil) com verbos como 'precisar', 'querer' e 'gostar', pois tais conjugações transmitem mais polidez que se os usássemos no presente. Geralmente, sim, ao utilizarmos o imperfeito para, por exemplo, contar uma história, todos os verbos da frase relacionados a tal história devem ser utilizados no pretérito perfeito ou imperfeito, adequadamente. Aqui, porém, é um caso especial: o fato de utilizarmos tais verbos nesses tempos para sermos mais educados não significa que os demais verbos na frase precisam seguir tal padrão. Na primeira frase, o presente é necessário, pois, apesar do acampamento só ocorrer na próxima semana, o desejo ou a decisão da pessoa de ir acampar ou não é presente. O futuro poderia ser utilizado e o significado seria basicamente o mesmo, mas haveria uma pequena diferença sutil de percepção, na qual tal desejo ou decisão poderia ser jogado para a próxima semana. Nada muito relevante, neste caso. Em relação à segunda frase, é comum utilizarmos o presente com valor de futuro próximo ou certo, seja no indicativo ou no conjuntivo ('caso venhas aqui amanhã, avisa-me'). As fotografias serão entregues, é uma certeza próxima (ou assim o falante espera); só se quer saber quando. :) O futuro também poderia ser utilizado aqui, sem nenhuma mudança de significado ou percepção relevante; o presente só é mais enfático.
November 18, 2017
Still haven’t found your answers?
Write down your questions and let the native speakers help you!
Elena
Language Skills
Chinese (Mandarin), English, Portuguese
Learning Language
Portuguese