J. Ríos
Professional Teacher
A pronunciação da letra "R" em português Olá Amigos, Quero saber se la letra "r" se pronuncia da mesma forma em todos os países lusófonos ? Obrigado
Nov 22, 2017 4:27 AM
Answers · 9
[3/3] Poucos falantes nativos conseguem distinguir a diferença entre eles, pois os percebemos todos como sendo o mesmo fonema (apesar de reconhecermos alguns dialetos, como o carioca, como possuidores dum R bem mais 'áspero' que o de outros dialetos, por darem preferência aos Rs uvulares e velares). Além desses dois Rs, alguns dialetos brasileiros, como os 'caipiras', paulistas, sulistas e do Centro-Oeste, também apresentam uma terceira possibilidade, restringida ao R de final de sílaba: pronunciá-lo como o R do inglês ([ɹ] ou [ɻ]). Assim como o R fraco ou o R forte em final de palavra, esse R pode ser omitido (ou transformado no R fraco se se conectar a uma outra palavra que comece com vogal). Da hora, não? Esta é uma explicação detalhada, mas a gente pode resumir a coisa ao seguinte para quem está aprendendo: 1) o R fraco PRECISA ser aprendido, pois ele é comum a todos os dialetos e transmite significado próprio ('caro' vs. 'carro', 'fora' vs. 'forra', etc.); 2) o R forte possivelmente pode ser pronunciado com algum som rótico ou gutural de quase qualquer que seja a língua nativa do estudante, mas os mais comuns (e mais simples) são os Rs uvulares e glotais; 3) o R de final de sílaba pode ser pronunciado como o R fraco ou o R forte utilizado pelo estudante, à vontade do freguês, ou mesmo transformado no R do inglês, se isso for mais fácil para um falante nativo dessa língua. O que se recomenda, porém, é consistência. É sempre interessante escolher um dialeto específico e utilizar os sons dele sempre. De qualquer modo, porém, fazendo a devida distinção entre o R fraco e o R forte, qualquer que seja a combinação escolhida será compreendida sem problemas por todos os falantes nativos. Espero que ajude! =)
November 22, 2017
[1/3] Um dos meus assuntos favoritos! É um campo muito amplo, mas te dando uma resposta rápida e sucinta: não, a letra R não se pronuncia de maneira igual em todos os países lusófonos. O português possivelmente possui um dos inventários mais variados em relação às possibilidades de pronúncia da letra R. Considerando todos os dialetos e sotaques da língua, nós praticamente temos todas as consoantes róticas do mundo em mais ou menos variação livre. Em português, nós temos dois FONEMAS distintos para o som do R, ou seja, dois sons que, na nossa cabeça, carregam significados diferentes e distinguem palavras: o R forte e o R fraco. Vou explicar e também utilizar os símbolos fonéticos para quem quiser se aprofundar neles. O R fraco é o único R que é comum a todos os dialetos e sotaques da língua no mundo. Em todos eles, é aquele R rapidamente 'batido' no céu da boca (/ɾ/), que soa como um D ou um T muito rápido para falantes nativos de inglês (como em 'laDDer' ou também 'laTTer' nos sotaques americanos, australianos e canadenses). Nos dialetos brasileiros 'caipiras' ou numa fala mais rápida e 'embolada', esse som também é comumente realizado com a língua um pouco curvada para trás ([ɽ]). Este R fraco ocorre para todos os falantes quando a letra R vem entre duas vogais orais ('caro'; ou mesmo em palavras separadas pronunciadas sem pausa — por exemplo, 'por isso') ou em encontros consonantais ('prato'; uma dor de cabeça enorme para nativos do francês...). Nos dialetos portugueses; africanos influenciados pelo português europeu; e brasileiros paulistas, sulistas e do Centro-Oeste, este R fraco também ocorre no final de sílabas ('porta'; no final de palavras, especialmente quando não acompanhadas por outra que comece com vogal, ele é frequentemente omitido nos dialetos brasileiros (especialmente em verbos): 'fazer'). (+)
November 22, 2017
[2/3] Daí temos o R forte. Ele necessariamente ocorre, para todos os falantes da língua, no começo de palavras ('rato'), no começo de sílabas após outra consoante na escrita ('Israel', 'tenro') e quando se tem um R duplo na escrita ('carro'). Além disso, este R também é pronunciado no final de sílabas em grande parte dos dialetos brasileiros, incluindo os nortistas, nordestinos e sudestinos (com exceção de São Paulo); creio que isso também ocorra em alguns dialetos africanos mais influenciados pelo português brasileiro, mas não tenho certeza. Nesse último caso, assim como acontece para quem usa o R fraco nessa posição, o R também pode ser omitido no final de palavras ('fazer'), mas automaticamente se transforma no R fraco caso se conecte tal palavra com outra iniciada em vogal ('fazer isso'), como já expus acima. Agora, o SOM REAL utilizado para o R forte, meu amigo, é que pega... Temos muitas possibilidades: em alguns dialetos mais conservadores, ainda se utiliza o R 'vibrante', aquele do espanhol ([r]). Nos dialetos europeus e africanos padrões, utilizam-se os Rs 'uvulares' (produzidos na região da úvula; os Rs do alemão, [ʁ] e [ʀ], este último também sendo 'vibrante'). Aqui no Brasil, há muita variação: no Norte e aqui no Nordeste, geralmente se utilizam os Rs 'glotais' (produzidos na garganta, na região das cordas vocais; [ɦ] e [h], este último sendo o H do inglês); nas demais regiões, são mais comuns os Rs 'uvulares' ([ʁ], [χ] e [ʀ]) e 'velares' (produzidos na região do palato mole; [ɣ] e [x], este último sendo um dos CHs do alemão). Mas isso é só uma ideia geral, pois todos esses últimos Rs (ditos 'fricativos', não incluindo o [ʀ]) ocorrem em variação livre em todos esses dialetos, às vezes dependendo de fatores como entonação, ênfase, velocidade de fala, etc. (+)
November 22, 2017
muito obrigado
November 30, 2017
Olá J. Ríos! Gostaria de te recomendar um dos meus vídeos! Eu tenho um canal no Youtube onde dou dicas de Português e tenho um vídeo dedicado inteiramente a forma como pronunciamos a letra R em Português (brasileiro). https://www.youtube.com/watch?v=slrk_IH5S0c Espero que ajude!
November 29, 2017
Still haven’t found your answers?
Write down your questions and let the native speakers help you!
J. Ríos
Language Skills
Chinese (Mandarin), Chinese (Cantonese), English, Japanese, Korean, Portuguese, Spanish, Vietnamese
Learning Language
Chinese (Mandarin), Chinese (Cantonese), Japanese, Korean, Portuguese, Vietnamese