Cesar
Não sei se estas são as melhores linhas que já lei, mas lei este livro a pouco tempo e gostei das próximas linhas. O livro se chama "Relatos dum assassino" de Mario Mendoza, um escritor colombiano. Para que você faça uma idea: o protagonista está caminando pela cidade e perto do planetario, ele é testemunha da próxima cena: (guarda) - retire-se, por favor (mendigo) - eu também tenho o dereito de olhar as estrelas (guarda) - Você é um mendigo (mendigo) - Todos nos somos, rapaz (guarda) - não senhor, trabalhe como as pessoas honestas (mendigo) - trabalhar é uma maneira disimulada de mendigar Esa última linha foi minha favorita de todo o livro. "Trabalhar é uma maneira disimulada de mendigar"
Jan 18, 2022 1:25 AM
Corrections · 4
Não sei se estas são as melhores linhas que já li, mas li este livro há pouco tempo e gostei das linhas que direi aqui. O livro se chama "Relatos dum assassino" de Mario Mendoza, um escritor colombiano. Para que você faça uma ideia, o protagonista está caminhando pela cidade, perto do planetário, e ele é testemunha da seguinte cena: (guarda) - retire-se, por favor (mendigo) - eu também tenho o direito de olhar as estrelas (guarda) - Você é um mendigo (mendigo) - Todos nós somos, rapaz (guarda) - não, senhor. Trabalhe como as pessoas honestas (mendigo) - trabalhar é uma maneira dissimulada de mendigar. Essa última linha foi a minha favorita de todo o livro: "Trabalhar é uma maneira disimulada de mendigar"
Amei você usando "para que você faça uma ideia", é algo bem comum de ser dito por aqui. Parabéns! E nossa, eu achei essa frase bem impactante, tive que parar um instante para refletir sobre. Pensando, vi que ela faz total sentido. Certa vez eu ouvi dizerem que as pessoas que vendem balinhas na rua, na verdade, estão mendigando e dando balas de brinde, pois elas provavelmente trocariam essa vida por um emprego estável. No entanto, um emprego estável ainda pode ser mendigar — ao menos se a pessoa não gostar do trabalho que tem. Afinal, a maioria das pessoas trabalham onde trabalham para se sustentarem, para não passarem necessidade, e os mendigos pedem dinheiro para amenizar a mesma carência. Quando trabalhamos para alguém em algo que não gostamos, estamos trocando nossos esforços e tempo em algo que, provavelmente, gerará mais lucro ao empregador do que ao empregado em si — mesmo que o empregador necessite do empregado, mas vivendo numa sociedade capitalista onde o desemprego é normalizado, tem aquilo de "se você não quiser, tem outros que queiram", mantendo sempre as pessoas em situações horríveis (e, por vezes, ainda fazem a pessoa se sentir abençoada por estar sendo abusada profissionalmente). Tudo isso me lembrou muito o que Marx diz sobre a alienação do proletariado.
Jan 19, 2022 1:07 AM
Não sei se estas são as melhores linhas que já li, mas li este livro a pouco tempo e gostei das próximas linhas. O livro se chama "Relatos de um assassino" de Mario Mendoza, um escritor colombiano. Para que você faça uma idea: o protagonista está caminhando pela cidade e perto do planetário ele é testemunha da seguinte cena: (guarda) - retire-se, por favor (mendigo) - eu também tenho o direito de olhar as estrelas (guarda) - Você é um mendigo (mendigo) - Todos nós somos, rapaz (guarda) - não senhor, trabalhe como as pessoas honestas (mendigo) - trabalhar é uma maneira dissimulada de mendigar. Essa última linha foi minha citação favorita de todo o livro. "Trabalhar é uma maneira dissimulada de mendigar"
Algumas poucas palavras ainda em espanhol, mas o trabalho está ótimo.
Jan 18, 2022 4:55 AM
Want to progress faster?
Join this learning community and try out free exercises!